Educação Financeira 25 de agosto de 2020 Imagem de seta

Produtividade: qual o impacto das dívidas e como melhorar isso?

imagem capa blog com guarda-chuvas voando sob o céu azul representando a produtividade impactada pelas dívidas

A sua produtividade pode ser aumentada ou haver uma diminuição por diversos fatores. Um dos maiores gatilhos desse declínio são as dívidas. Como podemos melhorar isso? Confira abaixo!

Uma pesquisa realizada pela Unicamp e o Instituto Axxus foi revelado que 96% dos 100 profissionais de RH entrevistados acreditam que os colaboradores que tem problemas financeiros são menos produtivos e que 87% das empresas não sabem acerca dos com problemas com as finanças dos seus colaboradores.

Quais os impactos na produtividade?

Com dívidas acumulando é difícil se concentrar no trabalho, principalmente quando vai chegando da data de vencimento delas. Com isso vem o stress, a insônia, o mau humor e uma série de efeitos negativos.

Por mais que a gente tente, é muito difícil que isso não chegue no ambiente de trabalho a concentração diminui, o foco, a paciência e gera falta estímulo e acaba refletindo no seu desempenho.

Como podemos melhorar?

#1 Faça um planejamento

Com a casa bagunçada a gente não encontra nada que quer e ainda acaba comprados coisas desnecessárias que estão apenas perdidas.Veja dicas de como colocar a casa em ordem!

Isso também acontece com as finanças, se você não organizá-las, como terá controle sobre elas?

Colocar suas dívidas em uma planilha, todo dinheiro que entra e que sai mensalmente – sejam gastos essenciais ou não são os primeiros passos.

#2 Educação Financeira

Não basta também apenas entender a sua planilha de gastos, a Educação Financeira vai além disso. Por exemplo, você sabe quanto custa suas taxas bancárias?

Leia mais sobre o assunto, veja vídeos, invista em cursos que possa te ajudar com o caminho da liberdade financeira, assim como a de toda a sua família.

planilha de gastos

#3 Comunicação com o RH

O RH é o setor que cuida do colaborador, mas ele também não consegue adivinhar quando existe um problema.

Procure os Recursos Humanos, fale das suas dificuldades, muitas empresas oferecem programas de Educação Financeira. Se a sua não tem, pode ser uma boa reivindicação que irá beneficiar tantos os colaboradores como a empresa.

#4 Fonte de renda extra

Agora com a pandemia muitas pessoas tiveram que se virar nos 30 para conseguir uma fonte de renda – extra ou não.

A verdade é que se mesmo com o seu salário, você ainda está fechando no vermelho, é preciso encontrar outra fonte de renda. Dessa forma, você irá quitar suas dívidas e conseguirá investir o seu dinheiro.

#5 Invista

Por exemplo, quando falamos de investimento não é só em Renda Fixa, Ações e da Bolsa para um futuro próximo ou distante. Cursos para melhorar seu desempenho e até ir atrás de uma promoção também são um investimento.

Conseguir uma renda extra para investir na sua reserva de emergência também é um investimento – em você, para não passar nenhum sufoco no futuro.

#6 Crédito Consciente

Muitas vezes as dívidas estão tão altas e já viraram uma bola de neve de juros e mais juros. O crédito consignado privado por ter taxas de juros menores pode ser uma alternativa para pagar apenas a parcela do empréstimo.

Descontado a folha de pagamento, você não se preocupa em deixar de pagar e já inclui ele na sua planilha de gastos como gastos essenciais. Desta forma, se planeje e veja se essa é de fato a melhor solução.

As dívidas tem impactos em vários aspetos e a com a queda da produtividade todo o seu trabalho vai ficando cada vez mais desgastante. Seja inteligente, invista em você!

Veja também: comprei o que não devia, e agora?

Confira essas super dicas de como resolver o problema com as parcelas atrasadas!


Voltar